Siga-nos agora em
english version
INÍCIO  |  LOGIN SÓCIOS  |  CONTACTOS  |  MAPA DO SITE
PESQUISAR
 
   

FORMAÇÃO

voltar ]
   
Cálculo e Processamento Salarial (Alterações 2017)
Destinatários
•    Diretores, Técnicos de Recursos Humanos e Responsáveis dos Departamentos Administrativo e de Pessoal
•    Administrativos de pessoal e restantes colaboradores de outras áreas que tenham interesse em explorar a Gestão Administrativa de Recursos Humanos

Enquadramento
Como calcular a compensação de um contrato a termo certo? Conheça os critérios da extinção do posto de trabalho. Que implicações terão nos valores indemnizatórios os trabalhadores que tenham mais antiguidade até 31 de outubro de 2012 e após esta data? Ficarão sujeitos a limite máximo de valor indemnizatório e respetivo montante? Que implicação tem o Orçamento de Estado 2017 na introdução de novas rúbricas sujeitas ou isentas de IRS e TSU? Como devemos utilizar ao nível do cálculo a prestação pecuniária de natureza global? Quais as novas regras imperativas impostas no CT que terão implicações nas compensações e benefícios dos trabalhadores? Como calcular os bens adquiridos? As horas noturnas? Os subsídios de turno? A IHT? Serão também abordados os critérios e a implementação do fundo de compensação de trabalho ou mecanismo equivalente que as empresas terão de criar/aderir desde o último trimestre de 2013 e as mais recentes alterações e suas implicações no processamento salarial. Dar-se-á especial atenção às novidades introduzidas pelo OE2017, RMMG2017 e IAS2017 com impacto no processamento salarial. Venha conhecer as implicações dos vales de apoio à "infância e educação". Utilização de viatura atribuída pela empresa para uso e usufruto total – tributação IRS e TSU: critérios. Quais as novidades no tratamento fiscal dos expatriados? Qual o tratamento fiscal dos seguros de doença? Como se processa o tratamento fiscal das ajudas de custo, subsídios de alimentação e despesas de deslocação? Novidades do tratamento fiscal dos trabalhadores independentes. Incentivos à contratação: redução e isenção de encargos para a Segurança Social (julho - novo).

Objetivo Geral
Dar a conhecer as mais recentes alterações sobre as fórmulas de cálculo que devem ser utilizadas no apuramento dos bens adquiridos dos trabalhadores em 2017, as boas práticas do cálculo e processamento salarial baseadas nas mais recentes alterações legislativas sobre esta temática e executar o cálculo da remuneração/retribuição e dos bens adquiridos.

Objetivos Específicos

•    Dotar os participantes de uma atualização sobre o cálculo das diversas rúbricas que compõem o processamento salarial nas empresas
•    Possibilitar aos formandos o desenvolvimento de casos práticos que consolidem os conhecimentos sobre a aplicação do cálculo na gestão do processamento salarial das empresas

Conteúdo Programático
Parte I – A diferença entre a remuneração e a retribuição
Parte II - Cálculo do absentismo justificado/injustificado: implicações no cálculo dos bens adquiridos
Parte III - Cálculo de trabalho suplementar
Parte IV - Cálculo de trabalho noturno
Parte V - Cálculo de bens adquiridos: subsídio de férias, férias não gozadas, subsídio de Natal: implicações do absentismo injustificado
Parte VI - Cálculo de créditos de horas de formação
Parte VII - Cálculo da compensação por caducidade de contrato a termo
Parte VIII – Cálculo por mútuo acordo: extinção de posto de trabalho - Lei 27/2014 de 8 maio
Parte IX – Cálculo do Fundo de Compensação de Trabalho /Fundo de Garantia de Compensação de Trabalho: implicações no processamento salarial
Parte X – Fringe benefits: ajudas de custo, despesas de deslocação, abono para falhas, cheques creche, subsídio de educação filho menor, tributação autónoma de viaturas de uso e usufruto total em resultado da entrada em vigor do OE2017
Parte XI – Incentivos à contratação: redução e isenção de encargos para a segurança social (julho 2017 – novo)

Metodologia
Ativa e demonstrativa com a introdução de casos práticos para melhor consolidação dos conhecimentos. Forte componente prática, com apresentação e resolução em sala de “case studies”.

Formador
Paulo Reis.
Consultor e Formador em Gestão Administrativa de Recursos Humanos, Processamento Salarial e Segurança Social entre outras áreas. Desenvolve projetos de consultoria no âmbito do desenvolvimento do potencial humano. Gerente da Paulo J. S. Reis – Consultoria e Formação, Lda. É autor do livro “Cálculo e Processamento Salarial”, 4ª edição (Lidel, 2016).

Data/Horário/Local de Realização
28 de novembro 2017

Das 09h30 às 13h00 e das 14h00 às 17h30 (7 horas)
Sede Nacional da APG
Avenida António Augusto de Aguiar, nº 106 – 7º • 1050-019 Lisboa
(frente ao “El Corte Inglès”)
Tel.: 213 580 912
email: global@apg.pt

Investimento (inclui documentação e coffee-breaks)
Sócios Efetivos e Coletivos


225,00€ + 23% IVA = 276,75€

Sócios Aderentes (estudantes) e Desempregados

100,00€ + 23% IVA = 123,00€

Não Sócios

300,00€ + 23% IVA = 369,00€


Nota
A APG reserva-se o direito de proceder a alterações de parte do programa e/ou de formador sempre que tal se justifique e por razões de força maior.
 

   
 
Início | RH atual | Sobre a APG | APG Informa | Sócios | Formação | Publicações | Prémios | Ligações | Mapa do site | Contactos
redicom.pt